Qual é o seu maior problema de comunicação?

Lancei uma enquete para as empreendedoras do grupo Feminaria, a pergunta foi: qual é o seu maior problema de comunicação? Rendeu um papo interessante por lá e eu separei alguns tópicos para falarmos.

1. Dificuldade para que compreendam o que eu faço

Isso é bem comum, sobretudo quando se trata de algo muito novo, específico, amplo ou similar à outras atividades. Acredito que vale encontrar uma definição objetiva, curta, sem ambiguidades e testar a aceitação com os clientes, mas também com pessoas que não são da área. Se quem não tem nenhuma definição prévia da sua atividade entender é um bom indicativo.

2. Mensuração de resultados

De fato em comunicação não existe uma regra geral de análise de resultados. Até por que são muitas coisas que podem ser medidas, por exemplo vendas, relacionamento, alcance de marca, leads gerados, notas na imprensa, acessos no site, engajamento nas mídias sociais e assim por diante. A minha sugestão é primeiro saber qual objetivo pretende-se alcançar e segundo saber o que se pretende medir. Em alguns momentos a venda propriamente dita pode não ser o resultado esperado da ação, mas o aumento de pessoas permitindo receber e-mails para acompanhar sua marca sim (geração de leads = potenciais clientes).

3. Colocar limites nos clientes

Quem inventou o ditado “o cliente sempre tem razão” certamente não estava em pleno estado de consciência. Disciplinar o cliente, principalmente quando se trata de relações longas, é uma missão e tanto. Eu apostaria em uma política bem clara de atendimento, com regras e limites. Pode haver concessões? Sim, pode. E isso também deve ser conversado entre as partes. Outro ponto levantado no tópico e que também entra nesse item foi o “meu cliente quer me ensinar a fazer o que eu faço”, ou seja, também é uma questão de disciplinar, afinal quem é o profissional especialista da relação?

4. Mídias Sociais

É o meio mais acessível de comunicação atualmente, mas isso não significa que é o mais fácil. Sobretudo se pensarmos nas variáveis de alcance e interação e nas ações que muitas vezes não são controláveis, como os famosos virais (para o bem e para o mal).  A minha sugestão é ter em mente que mídias sociais são principalmente um canal para estabelecer relacionamento e conversas, não para apenas vender. É óbvio que vender é o objetivo, afinal os boletos não se pagam sozinhos, mas o que quero dizer é que o formato “deu a louca no gerente, 80% off, só hoje, corre!!” não funciona aqui, até por que a pessoa tem infinitas possibilidades de pesquisar (na internet) e ela só vai escolher quando tiver certeza e uma forma de dar certeza ao cliente é desenvolver sua credibilidade. E isso só acontece via relacionamento.

Dica extra, não acontecem milagres em comunicação sem investimento (e em lugar nenhum, não é mesmo?). Reserve um valor para ampliar o alcance. E diminua a ansiedade na espera de imediatismos. 😉


Quer aprender mais sobre como o Planejamento da Comunicação pode ajudar seu negócio? Vem para o Workshop na Casa Feminaria: http://bit.ly/PlanTaisso <3  

Workshop: planejamento da comunicação na Feminaria

Vai rolar a primeira parceria com a Feminaria. \õ

No dia 07 de Abril vou facilitar o workshop Planejamento da Comunicação para Empreendedoras. Serão três turmas (manhã, tarde e noite) com 10 vagas pagantes e duas vagas sociais (destinadas às mulheres que não tem condições de pagar, mas precisam do conteúdo para alavancar seus negócios) para cada turno. O investimento é de R$ 100,00 (com coffee break), associadas Feminaria tem 15% de desconto.

O objetivo do workshop é compartilhar com as empreendedoras técnicas de comunicação para expor adequadamente seus produtos e serviços.

O programa contará com roda de apresentação e expectativas, conceitos e processos de planejamento, exposição de ferramentas, análises de boas práticas, exercícios e orientação para materiais de consulta.

Para se inscrever basta acessar esse link: http://bit.ly/PlanTaisso 

Vagas sociais

Para solicitar uma das seis vagas sociais é preciso me enviar um e-mail no contato@taisoliveira.me e contar sobre sua empresa, encaminhar o link do site e redes sociais, localização, dizer a razão de precisar muito da vaga e sinalizar qual período é melhor para você (manhã, tarde ou noite).

Serviço

Dia 07 de abril
Turma 01: das 09:00 às 12:00
Turma 02: das 14:00 às 17:00
Turma 03: das 19:00 às 22:00
Na Casa Feminaria
End.: Rua Inglês de Souza, 14 – Aclimação

Cartilha planejamento estratégico para leigos

No ano de 2015 eu escrevi para o Versátil RP uma série de post’s sobre planejamento estratégico em comunicação com foco em pequenos empreendedores. O objetivo desse conteúdo é apresentar o processo, conceitos e algumas ferramentas de forma simplificada, para que aqueles que precisam trabalhar a comunicação de suas marcas, mas que eventualmente não tem a verba necessária para a contração de uma agência ou profissional possam ao menos ter uma noção básica de passos importantes da estratégia de comunicação.

Daí que surgiu a ideia de disponibilizar algumas das séries do VRP em forma de e-book ou cartilha para utilização rápida, offline e impressa. Então apresento agora a nossa cartilha de Planejamento Estratégico para Leigos. 🙂

O projeto da cartilha contou com colaboração de Daiane Almeida com a organização e revisão, Júnior Ribas com a primeira diagramação e a versão final de layout ficou por conta de Rogério Ribeiro. Seu conteúdo trata do processo de planejamento pelo livro da Professora Margarida Kunsch e traz ainda dicas de ferramentas, fontes de inspiração e conteúdo.

O material está disponível para consulta e download no Issuu do VRP. Espero que todos possam fazer um bom uso. 🙂

Related Post

Planejamento e Diversidade na Comunicação Digital

Planejamento e comunicação digital é um tema bastante recorrente aqui no Versátil RP (ver sugestões no final do post), porém o “algo a mais” da vez é o pedido da Esamc em abordar na apresentação para a Semana de Comunicação um tópico sobre o tão aclamado e polêmico tema diversidade na comunicação. A gente já tem alguns conteúdos que versam sobre isso (links no final também), mas acho necessário dessa vez optar por uma nova provocação.

Vamos conceituar os termos. Em RP é bem comum encontrar uma conceituação e processo de planejamento da Professora Margarida Kunsch na bíblia Planejamento Estratégico de Relações Públicas na Comunicação Integrada, para ela “o planejamento constitui um processo complexo e abrangente. Possui dimensões e caraterísticas próprias, implica uma filosofia e políticas definidas e é direcionado por princípios gerais e específicos. Não é algo solto e isolado de contextos”. (KUNSCH, 2003) ). Ou seja, o planejamento estratégico de comunicação é uma pesquisa profunda e esquematizada sobre uma marca, empresa, personalidade ou instituição. É colocar no papel todo o conteúdo aprendido, e isso significa ir além do âmbito do qual irá desenvolver um trabalho. Por exemplo, o foco é em digital, mas é de suma importância saber como funciona o atendimento no balcão da loja física, ou saber como ocorrem os processos de comunicação interna.

Continue lendo

Related Post

Planejamento editorial em mídias sociais

Sabemos que o conteúdo é essencial em qualquer aspecto da comunicação, mas focaremos em conteúdo e planejamento em mídias sociais. Primordialmente é necessário entender da marca na qual você vai trabalhar. Saber seu posicionamento, seus princípios organizacionais, histórico e tom de voz. Pois com um bom embasamento ao incorporar a marca na criação do conteúdo há menor probabilidade de destoar da comunicação e posicionamento global.

Em seguida defina quais canais irá utilizar. Site, blog, Facebook, Twitter, LinkedIn, Pinterest, Youtube? Todos? Alguns? É importante alinhar com o perfil, objetivos e estratégias da marca. Aquele velho paradigma: quantidade x qualidade, estar em muitos canais nem sempre é vantajoso. Além disso, avalie a estrutura da equipe que vai executar as ações, a oferta e demanda de recursos humanos. Continue lendo

Related Post