Participe da pesquisa sobre o Afroempreendedorismo no Brasil

Desde 2017 venho estudando Afroempreendedorismo pelo prisma da Teoria da Economia Étnica no campo da comunicação digital para o mestrado. É uma temática que perpassa o histórico social e político da população negra no Brasil, sobretudo aspectos sobre trabalho, renda e educação, debates sobre identidades, racismo e movimentos sociais. Além de expor o próprio conceito e aplicações anteriores da Teoria da Economia Étnica e de métodos digitais para estudar comportamentos e agrupamentos online.

Meus métodos abarcam a Análise de Redes Sociais na Internet, entrevista semi-estruturada com os nós em destaque na rede e o formulário abaixo para Afroempreendedores. As perguntas estão estruturadas em três dimensões: a sócio-demográfica, sobre o empreendimento e sobre o Afroempreendedorismo e as respostas serão mantidas em total sigilo.

Então, se você chegou até esse post e é Afroempreendedor (empreendedor negro), peço, gentilmente, que colabore com essa pesquisa respondendo o formulário abaixo ou no link: http://bit.ly/pesquisa-afroempreendedorismo. Ou se você conhece alguém no perfil, colabore compartilhando o formulário com ela. Depois da defesa a pesquisa e a dissertação estarão disponíveis para consulta. 😉

Trampo de Preta – o empreendedorismo das mulheres negras

O Trampo de Preta é o produto final das estudantes de jornalismo (agora formadas) Caroline Fernandes, Paloma Sganzerla e Sarah Furtado da Faculdade Rio Branco. A plataforma tem como objetivo reunir e dar visibilidade às histórias de mulheres negras empreendedoras.

Participei da série falando da minha pesquisa sobre afroempreendedorismo e economia étnica, que você pode conferir abaixo. O material conta ainda com entrevistas de Maria Sylvia, Adriana Barbosa, Raquel Barbosa, Daniele Damata, Gisele Coutinho e Aline Medeiros. Para ver todas as entrevistas acesse o canal.

Quando a mulher negra se movimenta, toda a estrutura da sociedade se movimenta com ela” (Angela Davis)

Livro: Estudando Cultura e Comunicação com Mídias Sociais

O IBPAD acaba de lançar o livro ‘Estudando Cultura e Comunicação com Mídias Sociais’. A obra – disponível para download gratuito –  conta com 20 capítulos que abordam temas em quatro eixos: Métodos, Identidades, Política e Mercado da Comunicação.

Tive o grande prazer de colaborar com o capítulo ‘Redes Sociais na Internet, Narrativas e a Economia Étnica: breve estudo sobre a Feira Cultural Preta’ onde faço uma análise do conteúdo e da rede formada a partir da página da Feira Preta e a relação dos aspectos observados com a teoria da economia étnica. Baixe gratuitamente.

Como citar:

Livro: SILVA, Tarcízio; BUCKSTEGGE, Jaqueline; ROGEDO, Pedro (orgs.). Estudando Cultura e Comunicação com Mídias Sociais. Brasília: Editora IBPAD, 2018.

Capítulo: OLIVEIRA, Taís. Redes Sociais na Internet, Narrativas e a Economia Étnica: breve estudo sobre a Feira Cultural Preta. In: SILVA, Tarcízio; BUCKSTEGGE, Jaqueline; ROGEDO, Pedro (orgs.). Estudando Cultura e Comunicação com Mídias Sociais. Brasília: Editora IBPAD, 2018.

41º Intercom Nacional: Desigualdades, gêneros e comunicação

Aconteceu entre os dias 2 a 8 de setembro na Univille, em Joinville/SC, o 41º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – o Intercom – que teve como tema ‘Desigualdades, gêneros e comunicação’.

O evento contou com cerca de 2.500 participantes, abertura oficial com Áurea Carolina,  mesa com Rosane Borges, diversas homenagens ao Professor José Marques de Melo – que, infelizmente, faleceu neste ano – mini-cursos, premiações,  entre outras atividades. No próximo ano o congresso será recebido em Belém do Pará com o tema ‘Fluxos Comunicacionais e a Crise da Democracia’.

Apresentei no Grupo de Pesquisa Comunicação e Cultura Digital artigo sobre ‘Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: breve estudo sobre o Afroempreendedorismo no Brasil’, trata-se de uma aplicação prévia da minha dissertação em andamento. O artigo completo está disponível no link e a apresentação abaixo.

 

 

Cinco vídeos para entender o Afroempreendedorismo no Brasil

Já comentei por aqui sobre minha pesquisa de mestrado que trata de afroempreendedorismo na perspectiva da teoria da economia étnica.

Talvez o tema ainda seja distante para alguns, mas não por isso. Para ilustrar, nesta semana foi ao ar o Programa Mundo S.A. sobre afroempreendedorismo e contou com a participação de Adriana Barbosa da Feira Cultural Preta, Luana Teófilo do Painel Bap, Carlos Humberto da Diáspora Black, Bruno e Brigida do Clube da Preta e Nina Silva do Movimento Black Money.

Oportunidade excelente para compreender um pouco mais o ecossistema desse movimento. Deixo também mais quatro vídeos que trazem debates interessantes sobre o tema.